Esse cara tá mal

Porra... É só ir lá e ver. É ou não é? Tudo é assim. Ta tudo lá, claro e evidente, você tá me entendendo? Todo mundo não sabe que tudo que é policial rodoviário leva caixinha? Porra... É claro que sabe. Se você for parado na estrada, seu carro tá com problema, o policial descobre... Você não vai ter que dar uma grana pro cara, pra não ter que pagar uma grana maior de multa? Porra... É claro que vai. Corrupção, porra... Todo mundo não sabe que, pra ganhar eleição, você vai ter que arrumar uma grana preta e que pra ganhar essa grana preta, você vai ter que fazer uns acordos estranhos com umas empreiteiras, uns financiadores escondidos, essas parada? Caixa dois, essas porra que todo mundo sabe? Você não sabe que, pra governar o país, a nível federal, o cara vai ter que comprar o Congresso todo? Deputado, senador e o caralho... Porra... Se todo mundo sabe, se eu sei, se tudo que é jornalista sabe, porque é que fica todo mundo espantado, falando isso e aquilo na televisão, quando algum filha da puta fala que algum desses filha da puta aceitou uma graninha pra fazer uma parada?
 


André Sant'Anna é autor de:
Amor (Edições Dubolso - 1998), Sexo (7Letras - 1999 e Edições Cotovia/ Portugal 2000), Amor e Outras Histórias (Cotovia - 2001) e O Paraíso é Bem Bacana (Cia das Letras – 2006).
Teve o conto O Importado Vermelho de Noé incluído na antologia Os Cem Melhores Contos Brasileiros do Século (Editora Objetiva - 2000), organizada por Ítalo Moriconi.