Quem é?

Personagem de Eduardo Rodrigues (textos) e Paulo Stocker (traços), Tulípio é um intelectual quarentão que vive nos botecos da cidade tomando umas e comendo outras. Observando o comportamento humano neste tipo de ambiente, destila sua filosofia e a profere para mulheres, ex-mulheres, amigos, desconhecidos, garçons, garçonetes e, muitas vezes, para ele próprio.